Tudo o que é preciso saber para organizar um casamento religioso

(Foto Cerimônia realizada na Paróquia Nossa Senhora do Brasil, com organização de Betta Lima Eventos /Divulgação)

Betta Lima, proprietária da Betta Lima Eventos, fala sobre os principais detalhes a serem respeitados para não cometer erros ao planejar a cerimônia na igreja


Apesar da praticidade e tendência a realizar cerimônia e festa em um só local, ainda é desejo da grande maioria das noivas casar na igreja, seguindo a crença na qual foram criadas. Muitas alimentam, desde crianças, o sonho de subir ao altar de um templo religioso, compartilhando com o noivo, familiares e amigos um momento tão especial, em um local que consideram sagrado. Mas, para que tudo saia de acordo com o sonhado, é preciso que o casal esteja atento à alguns pontos importantes.

Antes de iniciar a organização do casamento, os noivos precisam definir a igreja para já marcar a data e horário. “Existem algumas igrejas que possuem uma longa fila de espera. Essa reserva pode ser feita com antecedência de até um ano e meio. Por isso, o ideal é realizá-la o quanto antes, para garantir a cerimônia onde deseja”, explica Betta Lima, proprietária da Betta Lima Eventos. Além disso, também é recomendado preparar uma prévia da lista de convidados, para verificar se o local comportará o número de pessoas pretendido.

“Existem paróquias muito disputadas, como é caso da Nossa Senhora do Brasil, em São Paulo, famosa por já ter sido a opção de algumas celebridades para o casamento. O tempo de espera pode ultrapassar dois anos”, ressalta Betta. E complementa, “sendo assim, se o sonho do casal é realizar a cerimônia em alguma igreja ‘badalada’, o planejamento precisa ser feito com muita antecedência e, verificar a agenda de datas disponíveis o mais rápido possível e estar disposto a aguardar na fila por um tempo, muitas vezes, bem longo”.

Outro item fundamental é a verificação da listagem de documentos necessários para a ocasião. Os noivos devem ter a certidão de batismo atualizada e, se for necessária a atualização, basta ir na igreja onde foram batizados ou na Cúria Metropolitana da cidade, caso não saibam o local. Betta ainda orienta a pedir uma relação da documentação que a igreja escolhida exige e separou uma lista com as certidões padrão solicitadas:

-Licença (transferência) de paróquia, necessária quando o casamento será em paróquia diferente de um dos noivos
- Cópias autenticadas do RG e CPF do casal
- Certidão de batismo dos noivos
- Cópia de comprovante de residência
- Certificado do curso de noivos
- Carta do padre e cópia da identificação presbiterial (caso não seja o padre da própria paróquia)
- Ficha de duas testemunhas, que não pode ser pai, mãe nem menores de 18 anos. A ficha deve conter os seguintes dados: nome, profissão, idade, RG, estado civil, nacionalidade e endereço completo das testemunhas
- Protocolo do processo civil, caso tenha sido realizado antes do religioso
- Taxa da igreja

A profissional salienta que o curso dos noivos é essencial para se casar na igreja. “É preciso verificar uma data para realizá-lo antes do casamento. O ideal é seis meses antes e não precisa ser feito no mesmo local onde será realizada a cerimônia. Mas, caso isso ocorra, deve-se levar o certificado de conclusão do curso na igreja onde será feito o casamento” orienta.

Também é preciso pensar e definir como será a decoração. “Dificilmente ocorre apenas um casamento no dia. Sendo assim, essa questão só poderá ser definida seis meses antes da data da cerimônia, quando a igreja já tiver o número final de casais”, alerta Betta.  Entretanto, não pode deixar para definir após esse prazo, senão terá que aceitar a decoração definida pelas outras noivas, já que será a mesma para todos os eventos do dia. “O lado bom é que o valor também é dividido entre os noivos do dia. Dessa forma, é preciso chegar a um consenso para a decoração”, complementa.

Outro detalhe importante a se considerar são as exigências específicas que algumas igrejas possuem. “Os vestidos das madrinhas não podem ser muito decotados, por exemplo, a maioria não aceita o seu pet de honra, as músicas tem que ser do caráter sacro ou erudito. Se a noiva atrasar a cerimonia é encurtada”, explica Betta.

Além disso, a igreja exige que trabalhe com os fornecedores credenciados e, ao optar por outro fornecedor, este deve pagar uma taxa. “E mesmo assim, algumas não deixam trazer, por exemplo, o fotógrafo de fora. Existem certas coisas que a igreja não permite e os noivos têm que acatar. Não se pode jogar arroz ou bolas de sabão, por exemplo”, acrescenta a especialista.

“O casamento religioso, para alguns casais, representa um ritual sagrado que tem como finalidade abençoá-los para o novo ciclo que se iniciará em suas vidas. Por isso, é tão importante que a cerimônia ocorra exatamente como os noivos sonharam e que seja um dia de muitas alegrias e repleto de amor”, finaliza Betta.

Sobre a Betta Lima Eventos: http://bettalimaeventos.com.br

Por Baronesa Relações Públicas

Comentários

Sem comentários.

Adicionar Comentário

* Informação requerida
(não será publicado)
 

Já nas Bancas!

©1998-2014 - Todos os direitos reservados · NOIVAS&NOIVOS é uma publicação da McWill Editores Incorporados Ltda.